E no Dia Internacional da Mulher…

juntas-somos

Oiiiiiii meninas (e meninoooos), boa taaaaarde! Tudo bom com vocês???

Hoje é o nosso dia! Dia de festa, comemoração, flores, bolo, refrigerante e brigadeiro kkk. E para alegrar mais esse dia, vamos relembrar nossas realizações, nossas aventuras???

Vamos começar com a mais recente delas:

Na terça-feira, dia 27 de fevereiro, realizamos mais uma palestra na FATEC-SP. Essa foi aberta ao nossos colegas alunos, calouros e etc. O objetivo principal foi apresentar o grupo FaTech Girls para os demais, além de ‘recrutar’ mais mão-de-obra para fazer parte do nosso time. Foi bem interessante, falamos sobre nossos objetivos, desafios, atividades realizadas, além das nossas experiências pessoais durante o período de existência desse (lindo) grupo. Lembramos também que não somos um grupo somente de meninas e para meninas, pelo contrário, incentivamos a participação dos meninos, o que, inclusive, aconteceu nessa palestra, alguns se colocaram à disposição para nos ajudar no que precisar. Muito legal isso, né? ^^
Enfim, deixamos claro nossa imensa vontade de aumentar e dar mais visibilidade à nossa iniciativa, que para alguns pode parecer boba, mas a gente sabe que não é!

A mais importante das realizações: nascimento do grupo FaTech Girls

Surgiu com uma ideia vista em um congresso e ganhou força muito rapidamente graças à Grace e à Marina. Desde a nossa primeira reunião vimos como essa inciativa poderia nos enriquecer tanto profissional como pessoalmente. Discutimos diversas vezes o papel das mulheres na sociedade e no mercado de trabalho, mas frisando sempre a participação delas no mundo de TI. Tendo isso como base, decidimos achar uma forma que motivasse as meninas a fazerem parte dessa área desde cedo. Partimos então para a prática: decidimos nosso público alvo, as atividades e projetos que poderiam nos ajudar. Assim surgiram as oficinas, palestras, jogos, eventos, como uma forma divertida e prática de atrair meninas (que de inicio são alunas de ensino médio de escola pública em SP). Fizemos então a Virada Educação, nosso primeiro evento importante como FaTech Girls, com oficina desplugada e de JavaScript. Foi nosso ponto de partida: vimos nossos erros e acertos, os resultados, percebemos que realmente podíamos fazer a diferença, que a nossa iniciativa pode mudar a vida das pessoas.

Outra megaimportante façanha: praticando o grupo Fatech Girls

“Meninas, não tenham medo de ensinar! Ninguém nunca sabe tudo! Se você não souber a resposta de alguma pergunta, pode falar que não sabe, mas que tem maior vontade de procura-lá!”. Sempre foi assim que a Grace (mãezona do nosso grupo S2) nos incentivou a perder o medo e ir dar a cara a tapa, doa o que doer. Perder a timidez, falar em público, incentivar as outras pessoas, ter autoconfiança, ser gentil, foram alguns aspectos de crescimento pessoal que esse grupo nos proporcionou. Se antes eramos bichinhos do mato perdidos com boa intenção e força de vontade, mas com medo de tudo e todos, agora ainda somos os mesmos bichinhos, mas com menos medo, mais confiança, menos receio, mais otimismo, menos egoístas, mais solidárias, enfim, crescemos e mudamos de forma gratificante. E não foi somente o lado pessoal que desenvolvemos não, o profissional também avançou de forma significativa. Aprendemos a nos comunicar melhor, confiar no potencial de cada uma de nós, aguçar nossas técnicas, e além de tudo, saber que sempre precisamos aprender algo novo! Graças à esse grupo e sua iniciativa, recebemos diversos elogios, oportunidades de estágio foram conseguidas (ebaa) e reconhecimento diante dos nosso colegas e profissionais. O fato mais importante que aprendemos durante esse período todo diz respeito ao nosso lugar como profissionais, estudantes e aprendizes: não existe diferença, nosso cérebro é igualzinho do meninos!

Garotas também podem! Feliz dia da mulher!

Deixe uma resposta

-->
Exibir
Esconder